• EDITAL COLEGIADO DO CURSO TÉCNICO DE MÚSICA E ARTE DRAMÁTICA


    MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
    UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS
    INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS, COMUNICAÇÃO E ARTES
    ESCOLA TÉCNICA DE ARTES



    EDITAL 09/2013 – ETA/UFAL

    A Diretora da Escola Técnica de Artes vinculada à Universidade Federal de Alagoas, no uso das atribuições torna públicas para o conhecimento dos interessados as normas para o processo de escolha do Colegiado do Curso Técnico de Música (Técnico em Canto e Técnico em Instrumento Musical) e Curso Técnico em Arte Dramática para o biênio 2014/2015.

    1 . DO OBJETIVO DESTE EDITAL
    A Escola Técnica de Artes da Universidade Federal de Alagoas torna público, por meio deste Edital, a abertura de inscrições para a eleição dos Colegiados do Curso de Música (Técnico em Canto e Técnico em Instrumento Musical) e Curso Técnico em Arte Dramática a serem realizadas em 2013, como segue nas Disposições Preliminares.

    2 . DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES
    2.1. O presente edital tem como objetivo regular a eleição dos Colegiados do Curso Técnico de Música (Técnico em Canto e Técnico em Instrumento Musical) e Curso Técnico em Arte Dramática da Escola Técnica de Artes vinculada à Universidade Federal de Alagoas, Colegiados compostos de 5 (cinco) membros titulares, 5 (cinco) membros suplentes, todos da Classe Docente, ativos, em exercício na UFAL e que integrem o quadro permanente do Curso, além de 2 (dois) membros da Classe Técnico, na qualidade de titular e suplente e mais ainda 2 (dois) membros da Classe Discente, na qualidade de titular e suplente de acordo com o Art. 25 do regimento Geral da UFAL para um mandato de 2 (dois) anos, com possibilidade de recondução para igual tempo;
    2.2. As inscrições se darão com a apresentação de uma chapa, em forma de lista aberta, contendo todos os nomes dos participantes de cada Colegiado como explicitado no item anterior, neste Edital, sem, no entanto, especificar a função de titular ou suplente, apenas a indicação dos nomes dos membros e sua respectiva Classe, na seguinte ordem: Docentes, Técnicos e Discentes;
    3 . DA PARTICIPAÇÃO NO PROCESSO ELETIVO
    3.2 . Poderão participar do pleito nos cargos eletivos os docentes da carreira EBTT da Escola Técnica de Artes vinculada à Universidade Federal de Alagoas, ativos, em exercício na UFAL e que integrem o quadro permanente do Curso, além dos técnicos e discentes a esta Escola ligados por vínculo de concurso e matrícula de curso regular, respectivamente;
    3.3 . Poderão também participar professores e técnicos dos Cursos de Graduação na área das Artes/UFAL que estejam ligados ao ensino, pesquisa e/ou extensão à Escola Técnica de Artes vinculada à Universidade Federal de Alagoas por no mínimo 1 (um) ano ou tenham prestado reconhecidos e relevantes serviços a esta Escola desde a data de sua fundação aos dias do lançamento deste Edital, serviços esses confirmados e homologados pelo Conselho Diretor da ETA/UFAL.

    4 . DAS INSCRIÇÕES DAS CHAPAS
    4.1 . As inscrições se darão, sob devido registro em livro de protocolo, na Secretaria da Escola Técnica de Artes vinculada à Universidade Federal de Alagoas;
    PARÁGRAFO ÚNICO: As inscrições se darão no período do dia 1º a 30 de Novembro de 2013, das 08:00 às 12:00h e das 14:00h às 21:00h;
    4.2 . As inscrições se darão em forma de Requerimento endereçado à Direção da Escola Técnica de Artes vinculada à Universidade Federal de Alagoas indicando o motivo do requerimento e contendo em ordem alfabética do primeiro nome, os 10 (dez) docentes, 2 (dois) técnicos e 2 (dois) discentes como estipulado no item 2.1 deste Edital;

    5 . DA HOMOLOGAÇÃO DAS CHAPAS
    5.1 . As homologações das chapas inscritas de acordo com o parágrafo único do item 4.1 deste edital se dará no dia 1º de Dezembro de 2013 cujo resultado será publicado às 18:00 h deste dia, em mural da Escola Técnica de Artes vinculada à Universidade Federal de Alagoas e no seu blog/site;
    PARAGRÁFO ÚNICO: A homologação das chapas se dará por uma comissão formada de 1 (um) docente, 1 (um) técnico e 1 (um) discente nomeados pela Direção da ETA/UFAL que não estejam envolvidos no processo eletivo demandado no item 3 deste Edital e seus subitens ou Comissão Especial composta de acordo com a conveniência de número de membros disponíveis na ETA/UFAL.

    6 . DA ELEIÇÃO
    6.1 . A eleição se dará no dia 2 de Dezembro de 2013, ficando assim estabelecidos os horários, por curso: Curso de Música: das 14 às 18:00h; Curso de Arte Dramática: das 18:00h às 22:00h;

    7. DOS ELEITORES
    7.1 . Poderão participar do processo eletivo todos os docentes, ativos, em exercício na UFAL e que integrem o quadro permanente do Curso, técnicos e discentes da Escola Técnica de Artes vinculada à Universidade Federal de Alagoas ligados através de concurso e matrícula de curso regular, ou aqueles descritos no subitem 3.3 deste Edital, votando e sendo votados;

    8 . DO PROCESSO ELETIVO
    8.1 . Os eleitores, de acordo com o item 7 e subitem 7.1 deste Edital deverão estar munidos de cédula de identidade (RG) ou outro documento comprobatório de identificação;
    PARAGRÁFO ÚNICO: o voto será secreto, único e facultativo, depositado em urna especificada como Curso Técnico de Música (Técnico em Canto e Técnico em Instrumento Musical) e Curso Técnico em Arte Dramática;
    8.2 . O voto se dará em cabines separadas, respeitando as especificidades do Curso de Música (Técnico em Canto e Técnico em Instrumento Musical) e Curso Técnico em Arte Dramática;
    8.3 . Os cinco candidatos docentes mais votados serão considerados eleitos como representantes titulares, enquanto os demais serão considerados suplentes, com a preferência de suplência ordenada em função do número de votos recebidos pelo candidato;
    8.4 . O candidato técnico-administrativo mais votado será considerado eleito como representante titular, enquanto o segundo mais votado será considerado suplente;
    8.5 . O candidato discente mais votado será considerado eleito como representante titular, enquanto o segundo mais votado será considerado suplente;
    8.3 . Os eleitores depositarão na urna o voto na/s a/s chapa/s referente/s a seu curso, do seguinte modo:
    8.3.1 . Docente vota em apenas 1(um) docente da chapa de seu curso de origem ou a ele ligado;
    8.3.2. Discente vota em apenas 1(um) docente da chapa e 1(um) discente da chapa de seu curso de origem ou a ele ligado;
    8.3.3. Técnico vota em (1) um técnico de cada chapa, devendo votar tanto no técnico referente ao do Curso de Música (Técnico em Canto e Técnico em Instrumento Musical) como no técnico referente ao do Curso Técnico em Arte Dramática;

    9 . DO RESULTADO
    9.1 O resultado será divulgado seguidamente ao encerramento das eleições, num prazo máximo de 2 (duas) horas no mural da ETA/UFA e no seu blog/site.

    10. DAS COMISSÕES DE ELEIÇÃO
    10.1 Serão nomeadas pela Direção da Escola Técnica de Artes vinculada à Universidade Federal de Alagoas duas comissões pertinentes ao Curso de Música (Técnico em Canto e Técnico em Instrumento Musical) e Curso Técnico em Arte Dramática, assim compostas:
    10.1.1 . 1 (uma) Comissão para o Curso de Música (Técnico em Canto e Técnico em Instrumento Musical) composta de 1 (um) docente, 1 (um) técnico e 1 (discente) não envolvidos no processo eletivo enquanto membros elegíveis e seus suplentes;
    10.1.2 . 1 (uma) Comissão para o Curso Técnico em Arte Dramática composta de 1 (um) docente, 1 (um) técnico e 1 (discente) não envolvidos no processo eletivo enquanto membros elegíveis e seus suplentes;
    10.2 . Cada Comissão deverá acompanhar o processo eletivo seguindo o calendário, dia e hora disponíveis à eleição da respectiva chapa de Colegiado de acordo com o item 6 e seu subitem 6.1 deste Edital e ter para com todo o processo eletivo as devidas responsabilidades, seguindo orientações de normatização específica a ser publicada pela Direção da Escola;
    PARAGRÁFO ÚNICO: Caso não se obtenha na ETA/UFAL o número de docentes, técnicos e discentes não envolvidos com o processo eletivo enquanto membros elegíveis, a Direção da Escola nomeará uma comissão especial de apenas 1 (um) docente, 1 (um) técnico e 1 (um discente) e seus suplentes para acompanhar todo o processo eletivo de ambos os Cursos ou nomeará uma Comissão de composição condicionada à conveniência de número de membros disponíveis.

    11 . DA APURAÇÃO DOS VOTOS
    11.1 . Deverão estar presentes na apuração dos votos os membros da/s Comissão/ões nomeada/s pela Direção da ETA/UFAL de acordo com o subitem 10.1 e seus desdobrados 10.1.1 e 10.1.2 ou aqueles relacionados de acordo com o Parágrafo Único do subitem 10.2;
    11.2 . A escolha do Coordenador/a de curso e Vice-Coordenador/a se dará internamente, por voto direto ou consenso entre os membros titulares eleitos, de acordo com o subitem 8.3 deste Edital;
    11.3. Será lavrada uma Ata Circunstanciada de Apuração dos Votos pela Comissão de Apuração e o resultado final nomeando os/as Coordenadores(as) e Vices, além dos outros 3 (três) membros titulares docentes, do membro técnico titular e seu suplente e do membro titular discente e seu suplente;
    11.4 . O processo eletivo se dará por encerrado após a lavra da Ata referida no subitem anterior e publicada no quadro de avisos da ETA/UFAL e no blog/site da Escola.
    11.5 . Demais regras referentes às particularidades do processo eletivo serão expedidas pela Direção da Escola.
    12 . DAS DISPOSIÇÕES FINAIS
    12.1 . As atividades acadêmicas e administrativas do Curso não serão interrompidas no dia da votação
    12.2 . Omissões serão resolvidas pela Comissão Interna.


    Maceió, 1º de Novembro de 2013



    PROFA. DRA RITA LUIZA DE PÉRCIA NAMÉ
    DIRETORA DA ESCOLA TÉCNCIA DE ARTES/UFAL