• CURSO DE ILUMINAÇÃO CÊNICA


    Curso de Iluminação Cênica – Técnica e Criação, com Eduardo Albergaria.
    De 09 a 12 de julho, das 14h às 18h, Teatro Jofre Soares – SESC Centro.
    Inscrições gratuitas pelo telefone 3326-3133 (vagas limitadas).

    O curso visa proporcionar uma compreensão de todo o processo de elaboração e execução da luz de um espetáculo. Estudo dos princípios técnicos e equipamentos necessários para a instalação e o correto funcionamento da iluminação cênica. Apresentando os equipamentos – refletores, mesa de luz, dimmer – com explanação das diversas formas de afinação e suas possíveis formas de uso. Em seguida serão discutidos os elementos da luz que envolve o entendimento da cena e seus princípios básicos, tais como: contraste, foco, ritmo, transições. As aulas contaram com exercícios práticos de criação e operação de luz. 

    Público alvo: Atores, dançarinos, diretores, coreógrafos, cenógrafos, fotógrafos, cineastas e Técnicos de iluminação. 

    Espetáculo “Anônimo”
    Solo de Eduardo Albergaria
    Teatro Gestual | Duração: 40 min.
    Classificação: 12 anos
    Dia 11 de julho, 19h30, Teatro Jofre Soares – SESC Centro.
    Ingressos R$ 10,00 e R$ 5,00 (comerciários, idosos e estudantes). 

    Anônimo é um espetáculo sem texto que comunica com o espectador através de gestos e de um jogo de alternância entre macro e micro movimentações.  A partir deste jogo, percebe-se a história de um homem vazio de expectativas e que encontra num vasinho de planta, companhia para levar adiante seu isolamento. Este indivíduo se desloca no espaço, criando novos ambientes a cada instante. Mas suas ações não possuem finalidade aparente, o que resulta em uma comicidade trágica. Um indivíduo que é empurrado adiante por um relógio que insiste na ação de despertar para preencher a passagem do tempo.

    O trabalho corporal de Eduardo Albergaria para este espetáculo é focado na condução do olhar do espectador. Para tanto ele utiliza em seu corpo conceitos adquiridos na experiência como iluminador, tais como contraste, intensidade e ritmo. Por outro lado, o diretor e dramaturgo Vinicius Torres Machado, após extensa pesquisa com máscara, procura conceber uma dramaturgia cênica feita de pura movimentação, sem que nada falte na ausência de palavras.

    Ficha técnica – Intérprete: Eduardo Albergaria / Direção e Dramaturgia: Vinícius Torres Machado / Direção Musical: Rui Barossi / Figurino: Eliseu Weide / Iluminação, Cenografia e Concepção: Eduardo Albergaria / Consultor Técnico: Marcos Pinto / Produção: Grupo Peleja.

    Eduardo Albergaria

    Ator e iluminador, graduado na Escola de Comunicação e Artes (ECA-USP). Atualmente integra o Grupo Peleja (BA/PE) com o qual atua nos espetáculos "Gaiola de Moscas" sob direção de Ana Cristina Colla (LUME Teatro) e “Anônimo”, direção de Vinícius Torres Machado (Cia Troada). É ator convidado do espetáculo "Gran Circo Máximo" do Grupo Matula Teatro, dirigido por André Carrera. Foi ator convidado do espetáculo "Parada de Rua", do Grupo LUME Teatro (SP), onde fez residência artística durante cinco anos. Vencedor dos prêmios de Iluminação e Cenografia do festival da cidade de Recife “Janeiro de Grandes Espetáculos”. Foi Coordenador Técnico do grupo LUME Teatro, do "Feverestival" Campinas-SP. Participou de diversos festivais no Brasil e no exterior (Equador, Escócia, Coréia do Sul, Polônia e Colômbia). Trabalhou com Tadashi Endo (Japão), Norberto Presta (Itália) entre outros.

    Informações 3326-3133