• ENCERRAMENTO DOS CURSOS PRONATEC

    As primeiras turmas do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) em Alagoas concluem suas atividades nesta segunda-feira (16), às 18h. A solenidade de conclusão dos cursos acontece no auditório Guedes de Miranda, localizado no Espaço Cultural, e contempla alunos com qualificação para locutor e apresentador, vitrinista, recepcionista de eventos e fotógrafo.
    O programa é uma iniciativa do governo federal que tem como objetivo expandir e democratizar a Educação Profissional e Tecnológica (EPT) em todo o País. Nele, alunos do ensino médio da rede pública são qualificados tecnicamente para o mercado de trabalho. Em Alagoas, as articulações do projeto ocorrem por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e da Escola Técnica de Artes (ETA), que finaliza as atividades das primeiras turmas do Estado e já avalia os resultados iniciais.
    As ações da ETA junto ao Pronatec beneficiam jovens e adultos alagoanos em condições de exclusão social. Os primeiros cursos, com início em dezembro do ano passado, totalizaram a oferta de 140 vagas, distribuídas entre diferentes qualificações - locutor e apresentador, vitrinista, recepcionista de eventos e fotógrafo. Na noite de hoje, todos os indivíduos oportunizados nessa etapa inicial recebem os certificados de conclusão de curso.
    Para a coordenadora do Pronatec da ETA, Marilda Melo, o certificado com o selo da Ufal amplia o papel do programa na formação profissional dos alunos. “O Pronatec pode ser aplicado por outras instituições, mas nós vemos o peso que a universidade tem. O nome da Ufal no certificado é um fator que eleva a autoestima dos alunos, pois eles se sentem parte da universidade”, ressaltou.
    A articulação do programa com o Sistema Nacional de Emprego (Sine) é uma oportunidade a mais para o ingresso dos alunos no ambiente profissional. No entanto, o projeto ultrapassa seu objetivo central e cria perspectivas importantes na vida dos beneficiados. De acordo com o professor que ministrou o curso de apresentador e locutor, Geová Amorim, a iniciativa estimula os participantes a darem continuidade ao aprendizado.
    “Os alunos chegam para fazer um curso de curta duração, mas se familiarizam e se deslumbram com um universo que, de alguma forma, também faz parte da universidade, já que a escola técnica está vinculada à Ufal. Eles saem daqui com o interesse em participar dos cursos que a ETA oferece ou de graduações da universidade. Então, o fato de eles buscarem mais cursos demonstra que o programa foi eficaz e que o nosso propósito foi alcançado”, revelou o professor.


    Planos para 2012

    Neste ano, a escola técnica amplia para 395 o número de vagas para cursos referentes ao Pronatec. Além disso, inclui em suas ações um dos pilares do programa: a interiorização. São Miguel dos Campos, Marechal Deodoro e Coruripe são os munícipios do interior alagoano para os quais o programa expande suas atividades e contribui com a dinâmica econômica.
    “Também temos como pretensão o desenvolvimento dos municípios inseridos no projeto. Inclusive, nós queremos aproveitar professores dessas cidades para ministrarem as aulas”, disse Marilda.
    As capacitações estão relacionadas aos potenciais e às demandas de cada município. Em São Miguel dos Campos, os cursos são para artesanato de bordado à mão, artesanato de pintura em tecido, vitrinista e maquiador. Já em Coruripe, a qualificação está direcionada ao artesanato de biojoia, feita com palha de Ouricuri. Marechal Deodoro, por sua vez, leva adiante a tradição musical e terá curso para regente de banda.
    Para a capital do Estado, Maceió, o programa traz novidades. Mestre de cerimônia, DJ, operador de telemarketing e maquiador são as novas qualificações disponíveis. Cursos anteriores, como de vitrinista, de fotógrafo e de recepcionista de eventos, permanecem entre as opções.
    As pré-inscrições para as próximas capacitações técnicas serão realizadas nas escolas estaduais. Elas estão previstas para o mês de maio, mas não possuem data definida.

    A Lei

    O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego foi instituído pelo governo federal em 26 de outubro de 2011, com a sanção da Lei nº 12.513. A legislação prevê ações de assistência técnica e financeira que ampliem a educação profissional e tecnológica dos brasileiros.
    Além dos cursos técnicos gratuitos, o programa disponibiliza material didático, alimentação e transporte aos alunos beneficiados. Esses auxílios visam ao ingresso de, aproximadamente, oito milhões de pessoas no Pronatec até 2014.